Usar o tipo errado de meia pode aumentar risco de bolhas nos pés

Usar o tipo errado de meias pode aumentar risco de bolhas nos pés

Há muito tempo, as pessoas penduravam meias e, na manhã de Natal, encontravam presentes dentro delas. Nesse clima natalino, o médico do esporte Gustavo Magliocca e o neurologista Alexandre Pieri explicaram, no Bem Estar desta quinta-feira (25), como as meias podem influenciar a saúde, não só dos pés.

As meias de compressão, por exemplo, podem ser muito importantes para quem tem varizes, porque diminui sintomas, como dor e inchaço.

Elas ajudam também a melhorar o retorno venoso, segundo o neurologista. O médico do esporte acrescentou ainda que o uso de uma meia errada é também um fator de risco para o surgimento de bolhas, e não o tênis, que é geralmente o principal culpado.

Por exemplo, as meias de algodão absorvem o suor, mas fazem aumentar a temperatura, o que pode causar bolhas. Além disso, elas podem ficar molhadas e aumentar o atrito nos pés. Por isso, é melhor que elas sejam usadas na hora da musculação ou treinos mais leves, já que são confortáveis. Em caso de treino mais pesado, o ideal é optar pelas meias de poliéster, que evitam que o pé fiquei muito encharcado.

Para quem gosta de correr, a dica é escolher meias que tenham a composição de 80% algodão, 12% poliamida, 5% poliéster e 3% nylon com elastodieno.E no caso do pilates, as melhores são mesmo aquelas sapatilhas com e sem dedos ou com e sem antiderrapante, que ajudam a trabalhar melhor durante o exercício físico.

Fonte: G1

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *